Transporte e Logística

Objetivos e Expectativas

Buscar através de padronização, inspeções, normatização, acompanhamento, capacitação, disciplina e atitudes, o comprometimento de todos para a busca da excelência e a preparação de sua empresa para os resultados pretendidos.

Aplicação

O trabalho atinge todas as áreas da empresa de maneira sistêmica através de pessoas preparadas e rotinas específicas em cada domínio de sua abrangência. Envolve toda a estrutura organizacional, de maneira formal, delegando níveis de responsabilidades a todos para atuação competente. Cria consciência e visão única da importância da rotina padronizada e ações preventivas na manutenção do clima da organização como fator motivador.

Gestão de processos

1) Análise da Estrutura Organizacional (organograma);
2) Revisão das áreas, funções, atividades e responsabilidades de cada colaborador;
3) Análise dos processos atuais (de cada área):
          - Mapear todos os processos que envolvem a organização;
          - Como funcionam;
          - Pontos forte e fracos;
          - O que pode ser melhorado;
          - O que deve ser corrigido, levantando as causas-raízes;
          - Discutir com a equipe e aprovar;
          - Racionalizar as atividades burocráticas;
4) Elaborar manuais de procedimentos operacionais e instruções de trabalho;
5) Definições dos itens de controles e seus índices balizadores;
6) Treinamentos necessários e formar multiplicadores internos;
7) Definir equipe para formar grupo gestor e de auditoria interna;

Objetivos

• Racionalizar as atividades burocráticas, criando melhorias nos processos;
• Definição das atividades e responsabilidades de cada um, o que proporciona melhor aproveitamento e redução no quadro de colaboradores;
• Redistribuição das atividades de forma que os administradores (diretores e gerentes) repassem parte de suas atividades operacionais para o restante da estrutura organizacional, assim tendo condições de trabalharem mais na gestão dos processos de forma estratégica do que na execução propriamente dita;
• Redução de horas extras;
• Redução de perdas financeiras;
• Melhor utilização de cada real investido ou gasto com custos de manutenção da empresa;
• Elaborar manual de procedimentos de cada área;
• Criar mecanismos de controle que monitorem e garantam a manutenção do que foi implementado, melhorando, corrigido, etc.;
• Definir as Regras do negócio.

Manutenção de frota

• Manutenção (operacional, corretiva, preventiva e preditiva);
• Controle de serviços oficina terceiros (serviços executados, garantias, avaliação de fornecedores);
• Controle de oficina própria:
          - Estoque peças;
          - Controle de Ordens de Serviço;
          - Controle de horas dos produtivos (mecânicos);
          - Horas orçadas X horas executadas (geral e por Ordem de serviço);
          - Recepção e analise serviços;
          - Orçamentos;
          - Entrega veículo (check list e qualidade);
          - Controle de garantias;

Logística de frota

• Programação;
• Rastreamento;
• Gerenciamento viagens;
• Controle ociosidade - Veículos disponíveis;
• Escala motoristas;
• Acertos de viagens;
• Controles (ocorrências, multas, acidentes, CNH, IPVA, etc.).

Gestão dos custos de frota

• Apropriação custos de cada veículo e total;
• Controle de receitas da frota;
• Grade de Resultado Operacional por veículo e total;
• Avaliação:  Frota própria X frota contratada;
• Indicadores de desempenho;
• Capital investido, depreciação, riscos, etc.

Administração

• Determinação de normas de funcionamento da empresa;
• Análise, acompanhamento, execução e controle de contratos;
• Orçamento da empresa;
• Planejamento estratégico;
• Sistema de custos e apuração de resultados, pontos equilíbrios, etc.);
• Contabilidade e plano de contas;
• Gestão de Ativos;
• Auditorias (Criar o sistema e elaborar procedimentos);
• Atendimento ao Planejamento Estratégico;
• Objetivos e metas – das áreas e da empresa;

Recursos Humanos

• Recrutamento / Seleção;
• Admissão;
• Integração (conhecer a empresa, treinamentos, etc.);
• Avaliação de desempenho;
• Critérios para Promoção;
• Demissão /Desligamento;
• Treinamentos em Geral; PDA
• Folha de pagamento;
• Controle de horas extras;
• Avaliação de cargos e salários;
• Elaboração da política salarial e benefícios indiretos;
• Programa: PPR – Programa de Participação de Resultados;
• Programação de férias.

Faturamento

• Fluxograma e avaliação atual sistema de cobrança/faturamento;
• Funções e tarefas de cada um, definindo responsabilidades;
• Prazos entre emissão e cobrança/ faturamento;
• Pendências de cobrança/faturamento;
• Sistema e prazos de baixa de cobranças;
• Cobrança bancária e cobrança em carteira;
• Erros no faturamento, erros de cadastramento dos clientes, alterações de dados cadastrais;
• Redução perdas financeiras.

Contas a pagar

• Fluxo de documentos;
• Conferências;
• Procedimentos padrão;
• Lançamentos no sistema.

Contas a receber

• Controle de títulos ou documentos pendentes, prazo médio, etc.;
• Sistema de baixas automáticas;
• Critérios e tempos de protesto dos inadimplentes;
• Devoluções de títulos;
• Estatísticas, gráficos, etc.

Financeiro

• Caixa (boletim de caixa da matriz e filiais);
• Controle bancos;
• Previsão financeira, fluxo de caixa, etc.

 

 

Compras / Estoque

• Solicitação de compras;
• Orçamentos e aprovação;
• Ordem de compras e controle de prazos;
• Recepção, conferência e Controle qualidade produtos;
• Lançamento no sistema e autorização de pagamento;
• Levantamento de estoque;
• Sistema de conferências, auditorias, FIFO, boas práticas, etc.

Vendas / Comercial / Marketing

• Pesquisa de Mercado;
• Estratégias mercadológicas;
• Plano anual de propaganda (rádio, TV, redes sociais, jornal, panfletos, etc.);
• Estabelecimento da Política de Preços;
• Planejamento;
• Análise da evolução da produção (vendas externas e internas);
• Análise resultados dos clientes;
• Análise do perfil de produtos;
• Definição de metas;
• Campanha de vendas;
• Cursos para vendedores (técnicas de vendas, formação preços, motivacionais, etc.);
• Ponto de Equilíbrio dos Vendedores;
• Sistema de gerenciamento (controles);
• Elaboração dos procedimentos e instruções de trabalho.

Margem bruta

Esta metodologia contempla a implementação do método de Apuração de Resultado Operacional por CTe, através do Sistema da Margem Bruta.
• Orientação junto a área de informática, relativo as alterações no sistema operacional, visando a implementação do Sistema de Margem Bruta e seus relatórios;
• A transferência de conhecimentos adaptados às características do negócio e sua implementação assistida pela consultoria;
• Auditorias no sistema, visando validar o resultado das alterações efetuadas.
• Definição dos relatórios de resultado operacional;
• Elaboração dos indicadores de monitoramento para as áreas comercial, operacional, gerencial, diretoria, etc.;
• Capacitação das equipes para a utilização do sistema, análise dos relatórios de Margem Bruta, tomada de ações corretivas ou de melhorias e a forma correta da utilização das informações contida nos mesmos, para a tomada de decisões.

 

 

Qualidade - Implementação de programas de qualidade

• SAC - Serviço de atendimento ao Cliente;
• Pesquisa de satisfação do cliente (interno e externo);
• ISO 9001 - ISO 14.001 - Programa de qualidade;
• ISO 55000, 55001, 50002 – Gestão de Ativos;
• Programa 5S, PGQP e outros;
• Realização de auditorias internas em sistemas de gestão de saúde, segurança e meio ambiente;
• Realização de auditorias de diagnóstico (avaliação do desempenho atual da empresa, frente a requisitos de sistema de gestão;
• Gestão integrada dos programas de qualidade;
• Treinamentos;
• PAS – Programa de Alimentação Segura.

  • Grey Facebook Icon

51.98275.9497 | 51.98275.9460

© 2017 por Monteiro e Redin

Criado por